15 Educational Concerts with the Quarteto Radamés Gnattali

Date: 
05/25/2009 - 00:00
05/26/2009 - 00:00
05/27/2009 - 00:00
05/28/2009 - 00:00
05/29/2009 - 00:00
05/30/2009 - 00:00
06/29/2009 - 00:00
06/30/2009 - 00:00
07/01/2009 - 00:00
07/02/2009 - 00:00
07/03/2009 - 00:00
07/04/2009 - 00:00
07/05/2009 - 00:00
08/31/2009 - 00:00
09/01/2009 - 00:00
09/02/2009 - 00:00
09/03/2009 - 00:00
09/04/2009 - 00:00
09/05/2009 - 00:00
09/06/2009 - 00:00
09/07/2009 - 00:00
Location: 
Brazil: Teresina, Piauí
Brazil: União, Piauí
Brazil: Barras, Piauí
Brazil: Campo Maior, Piauí
Brazil: Água Branca, Piauí
Brazil: Rio Branco, Acre
Brazil: Xapuri, Acre
Brazil: Senador Guiomard, Acre
Brazil: Sena Madureira, Acre
Brazil: Brasiléia, Acre
Brazil: Cuiabá, Mato Grosso
Brazil: Nobres, Mato Grosso
Brazil: Várzea Grande, Mato Grosso
Brazil: Chapada dos Guimarães, Mato Grosso
Brazil: Diamantino, Mato Grosso
Work Performed: 
Guia Pratico

Quarteto Radamés Gnattali vai realizar 15 Concertos Didáticos no Piauí, Acre e Mato Grosso entre maio e setembro
O repertório foi adaptado do célebre 'Guia Prático', de Heitor Villa-Lobos
Por Monica Ramalho

Entre maio e setembro próximos, o Quarteto Radamés Gnattali vai apresentar uma série de Concertos Didáticos em escolas da rede pública de 15 cidades brasileiras, localizadas nos estados do Piauí, Acre e Mato Grosso. Os músicos se basearam no antológico 'Guia Prático' (1932), de Heitor Villa-Lobos, para selecionar e adaptar o repertório que será mostrado aos jovens dos ensinos fundamental e médio, com a intenção de estimular seu interesse e percepção musicais. O maestro Osvaldo Colarusso assina a pesquisa e Carlos Boltes, os arranjos, sob a coordenação pedagógica e direção musical de Carla Rincón. O patrocínio é do Grupo Votorantim e o planejamento e a execução do produção, da Baluarte Agência.

Popularizar a música erudita é um dos lemas do quarteto, formado por Carla Rincón e Vinicius Amaral nos violinos, Fernando Thebaldi na viola e Paulo Santoro no violoncelo. "Em cada apresentação, vamos passar noções de melodia, ritmo e dança para cerca de 300 alunos através de cirandas, cantigas de roda e temas folclóricos pesquisados por Villa-Lobos", contabiliza Vinicius Amaral. "E, provavelmente, uma parcela significativa dessa garotada nunca viu concertos de música clássica", especula Paulo Santoro. "Muitos deles, inclusive, moram bem longe das capitais, nas fronteiras com outros países da América do Sul, como Bolívia e Peru", acrescenta Carla Rincón, nascida em Caracas e formada pelo renomado sistema de orquestras infantis e juvenis da Venezuela.

Nesta primeira etapa, os Concertos Didáticos serão realizados:

de 25 a 30 de maio: nas escolas públicas do PIAUÍ (Teresina, União, Barras, Campo Maior e Água Branca);

de 29 de junho a 5 de julho: é a vez do ACRE (Rio Branco, Xapuri, Senador Guiomard, Sena Madureira e Brasiléia);

de 31 de agosto a 7 de setembro: desembarcam em MATO GROSSO (Cuiabá, Nobres, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães e Diamantino).

Após dedicar à obra de Villa-Lobos dois recitais em Brasília e três no Rio de Janeiro, em março e abril últimos, com amplo destaque na imprensa, o Quarteto Radamés Gnattali abraça a causa educativa do maestro homenageado neste 2009, quando completa meio século de sua morte. "O menino Tuhu (este era o apelido familiar de Villa-Lobos) é o mascote deste projeto, que reforça a necessidade de haver uma efetiva educação musical nas escolas. Vamos usar o personagem para se comunicar com o público através das peças publicitárias e do blog", adianta Fernando Thebaldi.

A realização destes Concertos Didáticos vem ao encontro da recente aprovação da Lei 1.1769, de 2008, que torna obrigatório o estudo de música nas escolas; e também ao relançamento do 'Guia Prático', em edição luxuosa, revista pelo musicólogo Manoel Corrêa do Lago. Fora de catálogo há mais de 40 anos, o livro voltou às prateleiras através de uma parceria da Academia Brasileira de Música (ABM) com a Fundação Nacional de Artes (Funarte).

"Vamos avaliar os resultados dos concertos através de questionários e estamos trabalhando para que as secretarias estaduais de educação de cada município adquiram instrumentos percussivos, como pandeiro e chocalho, para estimular os alunos a continuarem explorando sonoridades", explica Fabiana Costa, diretora da Baluarte Agência e coordenadora do projeto. "E já estamos avaliando outros meios de fazer o bolo crescer. Nosso objetivo é rodar os quatro cantos do país".

 

Imprensa:
Monica Ramalho - (21) 2556.7897 / 9163.0840
moniramalho@gmail.com
www.monicaramalho.com.br